MAPEAMENTO CULTURAL

Os mapas são uma realidade consolidada na rede. A potência dos satélites aliada aos diversos aplicativos de mapas tem criado dezenas de opções para quem criar (ou editar) seu próprio mapa na rede. Aqui trazemos alguns tutoriais desses aplicativos que auxiliam na produção de mapas e, também, casos de bom uso de mapas na construção de sites ou na cobertura de determinado assunto em um lugar específico – caso do Arte Fora do Museu, que faz um guia para obras de arte fora de museus em São Paulo, ou do PortoAlegre.cc, uma plataforma que ajuda os cidadãos da cidade gaúcha a monitorarem os problemas (e soluções) de sua cidade.

OpenStreetMap

Mapa colaborativo global aberto e livre, para todos olharem ao redor e dizer o que há ali.

Mapa colaborativo global aberto e livre, para todos olharem ao redor e dizer o que há ali.

O OpenStreetMap é um mapa livre e editável do mundo todo. É uma plataforma de dados livres para baixar e usar sob uma licença aberta. Diferente de serviços como o Google Maps, o OSM reúne camadas cartográficas feitas por usuários de todo o mundo num mesmo lugar. A ideia é aplicar o conceito wiki de colaboração da Wikipedia a uma plataforma de mapas.

A camada principal reúne informações geográficas, e há outra camada apenas com informações de transporte público e rotas para bicicletas.

A comunidade em torno do OSM aplica e desenvolve o conceito de mapeamento afetivo, roteiros feitos pelas memórias das pessoas, com informações que nunca estariam em guias tradicionais.

Neste vídeo, um tutorial feito pela comunidade brasileira de OSM:

Vídeo: https://www.youtube.com/watch?v=S_N0oK3owSg

 

Google Maps

O serviço de mapas do Google não serve apenas para buscar um local. Você pode ter seus próprios mapas ali, e criar outros!

Nunca foi tão fácil criar seus próprios mapas. Com o recurso “Meus mapas” no Google Maps, você pode marcar locais, caminhos e regiões de interesse em um mapa personalizado, além de compartilhá-lo com o mundo! É possível até adicionar textos descritivos, fotos, vídeos e visualizar seu mapa no Google Earth.

Este vídeo demonstra como criar um mapa personalizado com o recurso Meus mapas (1’19”):

Vídeo: https://www.youtube.com/watch?v=vhAH53HZhxI

Lista de 10 mapas brasileiros

Se existir no mundo alguém que nunca abriu um mapa na internet, mostre esta página a ele(a). A ideia é que cada site exemplifique como mapas podem servir para apenas facilitar sua vida ou para lutar pelas causas em que você acredita.

Mapas afetivos
Anônimos e famosos como Tulipa Ruiz e Baixo Ribeiro relacionam lugares da cidade de São Paulo a lembranças.
http://www.mapasafetivos.com.br/

Arte Fora do Museu
Obras de arte de rua (incluindo grafite, murais e arquitetura) são localizadas em mapas, filtráveis por cidade.
http://arteforadomuseu.com.br/

PortoAlegre.cc
Qualquer pessoa pode subir um pin para este mapa colaborativo que pretende listar e resolver problemas urbanos de Porto Alegre.
http://portoalegre.cc/

Google Street Art Project SP
Mapeamento de obras de arte em todo o mundo – e em São Paulo também – pelos donos do Google Maps.
https://streetart.withgoogle.com/

Moendo Gente
Mapa do trabalho análogo à escravidão flagrado no setor brasileiro de frigoríficos. Exemplo de mapeamento ativista e engajado.
http://moendogente.org.br/

BaixoCentro
A programação da primeira edição deste festival de rua e direito à cidade era aberta a colaborações e feita com WordPress.
http://baixocentro.org

Wikimapia
Sistema de mapeamento colaborativo, como a Wikipedia, que permite que todos acrescentem lugares e descrições onde queiram.
http://wikimapia.org/

Chega de Fiu Fiu
Mapa dos abusos e agressões verbais cometidas contra mulheres, um mapa importante na luta contra o machismo.
http://chegadefiufiu.com.br/

Circuito Quilombola
Compilação de informações sobre as comunidades remanescentes de quilombos localizadas no Vale do Ribeira, sul de São Paulo.
http://www.circuitoquilombola.org.br/

#protestosbr
Visualização de dados e mapeamento colaborativo criado durante as Jornadas de Junho de 2013 para orientar manifestantes nas ruas e protegê-los da polícia.
http://protestosbr.marcogomes.com/